A Beleza do Amor

Num período onde tudo que se ouve são tragédias: alta de feminicídio, Corona vírus, alagamentos, perdas, sofrimento e dor. Eu gostaria de falar de amor.

Do amor de um homem por uma mulher e sua luta para salvar esta mulher.

Ao ler esta frase, automaticamente já pensamos que esta mulher tem uma doença incurável.

Não, sinto muito, esta história de amor não fala sobre uma doença física!

Em minha opinião ela fala de uma doença muito pior: a ignorância que leva a todos nós a escravidão e a dependência. E lógico, também nos leva a morte, nem sempre física, mas também a morte física.

Decidi escrever sobre esta história de amor porque percebi que este homem tem tudo a ver com o homem que admiro e amaria ter na minha vida: ele é sensível e realmente enxerga a mulher que ama!

Ele cuida dela nos pequenos detalhes, que nem ela se dá conta de que a incomoda ou porque simplesmente acha que ela tem que aguentar aquela situação, afinal, as outras mulheres também passam por isso.

E o interessante é que ela o valoriza e valoriza cada atitude, cada cuidado, cada gesto de amor.

Mas, a família o vê e o trata como um obsessivo em relação a esta mulher e repudia seu comportamento.

Interessante porque não são os homens que o repudiam; os homens nem se incomodam com ele, na verdade nem percebem seus cuidados.

E por conta deste amor e do desejo intenso dele de salvar esta mulher, ele muda a história de um país: gerando autonomia, independência e saúde para as mulheres, através de um trabalho que somente as mulheres poderiam fazer e isso dá para ele um Prêmio Nobel e reconhecimento, embora tudo o que ele realmente buscasse fosse salvar o amor da sua vida.

Eu sei você nestas alturas, você já está imaginando se eu realmente criei esta história! Mas, ela é, na verdade, uma história real e você pode assisti-la na Netflix.

Eu gostaria de te convidar a assistir o filme “Pad Man” e prestar atenção na cena onde uma menina tem sua menarca (primeiro ciclo) e a forma como as mulheres a acolhem e celebram este momento. É um verdadeiro ritual de transformação da Menina em Mulher. A consciência da importância de ser mulher e a valorização que ela passa a ter a partir daquele momento.

Imagino que se todas as mulheres pudessem passar por isso, com certeza nossa autoestima seria muito mais estruturada.

Quando ele começa seu processo de busca de salvação da sua esposa na Índia, somente 12% da população usava absorvente e quando ele recebe o Prêmio Nobel, 18% das mulheres utilizavam absorvente.

Por que esta é uma história de amor? Porque uma grande parte das mulheres no mundo ainda morre pela ignorância e crenças que as impedem de terem acesso a consciência de algo tão simples, quanto a higiene básica cotidiana!

Você, como mulher, também gostaria de ter um homem como este ou não valoriza estas qualidades num homem?

E você, como homem, se identificou com ele ou o rejeita?

Como empreendedora, meu “sonho de consumo” é ser como ele: ter um sonho e transformá-lo em realidade e como mulher, ter a benção de poder valorizar estas qualidades em todos os homens que eu conheço ou venha a conhecer!

Grata por compartilhar esta história comigo, se gostou divulgue!

Abraços,
Regina Silva

Daniela Mou

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site é protegido por Google reCAPTCHA. Política de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam.