Como lidar com o medo em momentos de incertezas

O medo é uma emoção verdadeira, que tem uma reação fisiológica própria, positiva, pois nos mantém vivos e nos ajuda a prestar atenção ao que pode nos fazer mal.

Porém, quando o medo ultrapassa um determinado ponto e se torna excessivo ou contínuo, isso pode nos trazer desconfortos emocionais e até mesmo se transformar em uma doença.

O medo normalmente é ativado quando estamos vivendo uma situação de risco real ou imaginário. Também é ativado em situações aonde a insegurança ou a incerteza são muito fortes, como pandemias, guerras, perdas de entes queridos, doenças, etc.

Quando nos permitimos reconhecer o medo e vivê-lo de acordo com a situação real que estamos passando, ele é saudável. No entanto, na maioria das vezes, não estamos vivendo o medo real, mas sim um “disfarce” de outra emoção, o que faz com que não tenhamos condições de vivê-lo e isso nos provoca um acúmulo emocional que se faz negativo no dia a dia.

Então, como reconhecê-lo? Como eu posso saber com clareza que estou com medo e não com raiva ou tristeza?

Primeiro, observando seu corpo.

Emoções verdadeiras, assim chamadas por terem uma reação fisiológica própria, são intensas, rápidas e fortes.  

Como eu sei que estou sentindo medo? Quais são as reações fisiológicas que meu corpo tem e que demonstram medo?

Quando temos uma situação de medo, nossa pressão cai rapidamente, por isso sentimos frio ou nos casos mais comuns: nossas mãos ficam geladas e sentimos um frio na barriga, normalmente gelado. Nossa respiração muda, fica mais lenta, nossa pupila dilata e temos somente duas reações: sentimos nosso corpo paralisado ou queremos sair correndo para o mais longe possível da ameaça que nos gera medo.

Quando estamos vivendo uma emoção de disfarce, normalmente a emoção se mantém por muito tempo. Por exemplo: você tem medo e ele não passa, ele se mantém independente do que você esteja fazendo. E ele aparece em situações onde não há motivo ou razão para isso.

Se você se sente com medo o tempo todo, com certeza não é medo o que está sentindo. Está sentindo outra emoção e está colocando os sintomas físicos do medo no lugar.

Por que você faz isso? Porque provavelmente esta emoção foi a que você mais aprendeu com a sua família e seu desafio neste momento, é descobrir qual é a verdadeira emoção que está por trás deste medo.

Se você quiser saber mais sobre as outras emoções que vivenciamos e disfarçamos, se mantenha conectado conosco!

Abraços,
Regina Silva

Daniela Mou

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site é protegido por Google reCAPTCHA. Política de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam.